Cosmiatria e tratamentos não cirúrgicos

Alguns procedimentos realizados em consultório são importantes e devem fazer parte de uma programação contínua para a estética facial e corporal. Desta forma, aliados à alimentação saudável e à pratica de exercícios regulares, não será reservada à cirurgia a resolução de todos os problemas estéticos. Destaco aqui os cuidados com a saúde da pele, ultrassonografia corporal, endermologia, massagens, drenagem linfática, peelings químicos, preenchimentos e toxina botulínica.

Saúde da pele A pele envolve todo o nosso corpo e protege-o do meio externo. Possui uma camada externa acelular chamada queratina, seguida da epiderme e derme. Possui também anexos como pelos, glândulas sudoríparas (produz suor) e sebáceas (produz oleosidade). A pele bonita apresenta elasticidade, brilho, pigmentação uniforme e certo grau de oleosidade. Existem diversos agentes tópicos com o intuito de hidratar, proteger, regular oleosidade e uniformizar a pigmentação.

Ultrassonografia corporal O ultrassom aplicado ao tecido subcutâneo e panículo adiposo “in vitro” tem efeito de lise (quebra) dos adipócitos. Na prática, não tem se mostrado tão eficaz como uma lipoaspiração. É melhor utilizá-lo para atenuar celulite e para seguimento pós-operatório de lipoaspirações.

Endermoterapia Aplicação de sucção intermitente. Melhora a irrigação sanguínea local e em determinados pontos ajuda a drenagem linfática induzindo a redução de edema.

Massagens Nada mais prazeroso, relaxante e benéfico do que massagens. Praticamente não têm contraindicações. Melhoram a perfusão dos tecidos alvos além de estimularem vias nervosas locais ou à distância através de arcos reflexos.

Drenagem linfática Existe uma troca de líquidos e eletrólitos entre os tecidos e a microcirculação. Os líquidos absorvidos retornam ao coração pelas veias. Contudo o sistema venoso é insuficiente para esta absorção e é ajudado pelo sistema linfático. Este sistema é formado pelos vasos linfáticos que drenam para os gânglios regionais, daí para os gânglios centrais para-aórticos e finalmente para o ducto torácico que leva a linfa para o sistema venoso. A drenagem linfática consiste em ordenhar os vasos linfáticos dos tecidos ao gânglios regionais de forma manual ou através de uso de aparelhos de sucção.Isto ajuda a melhorar a absorção do excesso de líquido nos tecidos em situações de edema como ocorre no pós-operatório de cirurgia plástica.

Peeling químico É o uso de ácidos que fazem abrasão da superfície da pele e interagem com o tecido conjuntivo dérmico reorganizando a estrutura de colágeno e matriz fundamental. O peeling químico é usado para melhorar a textura da pele e auxiliar no tratamento de rugas, manchas e acne. A profundidade atingida depende do tipo e concentração do ácido. Temos os peelings superficiais ( ácido glicólico , retinoico e acetilsalicílico), os intermediários (tricloroacético a 30%) e profundos (fenol, tricloroacético a 50%).

Preenchimentos A inclusão de coloide por injeção intradérmica, subcutânea ou em planos profundos na face é atraente por se tratar de procedimento realizado em consultório. Contudo existe um grande número de “preenchedores” nem sempre com eficácia cientificamente comprovada. Podemos dividi-los em temporários (ex.: ácido hialurônico) e permanentes (ex.: polimetilmetacrilato). Reações alérgicas, eritema persistente, granulomas e necroses cutâneas são complicações já descritas.

Toxina botulínica A toxina botulínica é produzida por uma bactéria (Clostridium botulinum) que possui o efeito de causar paralisia muscular. Esta ação usada seletivamente para alguns grupos de músculos faciais produzem rejuvenescimento ao atenuar rugas dinâmicas. Seus efeitos mais desejados são atenuação das rugas frontais, laterais das pálpebras (pés-de-galinha) e labiais, elevação da cauda do supercílio e atenuação das pregas verticais do pescoço.

As aplicações são realizadas em consultório por meio de injeções com seringas e microagulhas nos pontos previamente planejados de acordo com os tipos de ruga do paciente. O resultado aparece após 72 horas.

O efeito da toxina botulínica é temporário e varia entre quatro a seis meses após a aplicação. Os homens possuem recuperação mais rápida devido à musculatura mais forte.

Outras indicações Hiperidrose - A toxina botulínica quando aplicada no subcutâneo provoca uma diminuição da produção das glândulas sudoríparas, por isso é utilizada em pacientes com hiperidrose axilar, plantar e palmar (aumento de produção de suor na axila, mãos e pés).

Blefaroespasmo - O blefaroespasmo se caracteriza pela hipertonia e contrações involuntárias do músculo orbicular dos olhos. Isto ocasiona um piscar exagerado que evolui com dificuldade de abrir os olhos. A aplicação de toxina botulínica é o tratamento de primeira escolha. A cirurgia de ressecção muscular é reservada apenas para os casos mais graves e resistentes à toxina.

© 2011. JASON CIRURGIA PLÁSTICA. Todos os direitos reservados

RS Web Interactive: Criação de sites